O Irmão Adam, que ficará para a posterioridade como
o apicultor do século vinte,
morreu próximo a Buckfast no dia 01 de setembro de 1996 aos 98 anos.

Um homem da terra, ele falava com as abelhas, tratava-as com carinho; e elas por sua vez pareciam apreciar sua calma e seu tato. Costuma-se dizer que ele amava as abelhas tanto quanto amava a Deus.
[The Economist, 14 Set. 1996]

Sua opinião a respeito das abelhas e sobre a apicultura era muito conscenciosa:

"Mesmo que ela (a abelha) apresente o dom maravilhoso de adaptar-se, não se pode dispensar o conhecimento de sua magnífica organização e de seus instintos imutáveis.

Uma das primeiras tarefas de um apicultor deve ser estudar o comportamento da abelha e de então se adaptar ele mesmo se quiser ter sucesso.

Para que um método tenha sucesso ele deve ser continuamente adaptado as diferentes condições climáticas e do mel, assim como ao tipo de caixa a ser utilizado, e claro as particularidades da própria abelha."
Extraído do Prefácio e Introdução da edição francesa de "Ma Méthode d'Apiculture" (Meu Método de Apicultura).


Adaptacao para o Portugues por Tarcila Lucena, São Paulo, (Brasil)

Dernière mise à jour : Dimanche 28 Mars 1999
Tout complément, correctif et rectificatif est bienvenu à Courrier à Jean-Marie.VanDyck@fundp.ac.be